Derniers articles parus Littérature et Idée Mythopoétique Poétique du récit Espaces littéraires transculturels Perspectives critiques en littérature et poétique comparées Recherches sur la littérature russe Musique et littérature Observatoire des écritures contemporaines
Recherche par auteur étudié  :
Recherche par thème  :
Recherche dans tout le site :
LE CORPS ET SES TRADUCTIONS / O CORPO E SUAS TRADUÇÕES

Université de Paris Ouest-Nanterre-La Défense / UniRio – Rio de Janeiro - 24 & 25 de Novembro de 2006 - 17, 18 & 19 Dezembro de 2007
Organisateurs : Camille Dumoulié e Michel Riaudel


Volume reunindo contribuições apresentadas nos colóquios seguintes:
Le Corps et ses traductions

Université de Paris Ouest-Nanterre-La Défense – 24 & 25 de Novembro de 2006

Organizadores:
Camille DUMOULIÉ, Professor de literatura comparada, Université de Paris-Ouest-Nanterre-La Défense
Michel RIAUDEL, Maître de conférences, Université de Poitiers
Centre de recherche de Littérature et poétique comparées (Dirigido por Camille Dumoulié), com o apoio do programa Arcus 7 (Actions en Régions de Coopération Universitaire et Scientifique): França, Brasil & Chile.

O Corpo e suas traduções (II): A Tradução Conceitual e Estética do Corpo

UniRio – Rio de Janeiro – 17, 18 & 19 Dezembro de 2007

Organizadores : Charles FEITOSA, professor de filosofia, UNIRIO
Camille DUMOULIÉ, Professor de literatura comparada, Université de Paris-Ouest-Nanterre-La Défense

As vanguardas do século XX fizeram da escrita uma experiência dos limites. Mas qual é o limite da linguagem, senão o corpo? É sempre nele que a palavra tropeça, ao mesmo tempo em que nele se inscreve. Parece que em troca o corpo acena. E o escritor é aquele que traduz, na língua, os sinais do corpo. Compreendemos então porque, como pensavam Proust e Beckett, o trabalho do escritor é antes de mais nada uma atividade de tradutor.
A partir desta idéia, este livro1 revisita alguns momentos-chave da escrita e do pensamento ocidentais. Da Antigüidade à nossa modernidade, da velha Europa às suas projeções americanas, os onze ensaios aqui reunidos decifram um novo campo crítico que permite apreender a maneira como o corpo entra na literatura e como ele se traduz de uma língua a outra.


Apresentação - Camille Dumoulié & Michel Riaudel

I. O corpo palimpsesto
O timbre intraduzível do corpo (Artaud, Merleau-Ponty, Lacan)
  Camille Dumoulié - Universidade Paris Ouest-Nanterre-La Défense. Centro de pesquisa “Littérature et Poétique comparées”
A vida desnudada
  Peter Pál Pelbart - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

II. Encenações do corpo inominável
Traduções do corpo para a cena e no texto shakespeariano (1591-1613)
  François Laroque - Universidade de Paris III (Sorbonne Nouvelle, Paris).
O inominável do corpo nas obras de Melville
  Yves-Michel Ergal - Universidade Marc Bloch, Strasbourg, França.
A tradução como exorcismo do corpo na escrita bilíngüe de Samuel Beckett
  Chiara Montini - Universidade de Provence.

III. Poéticas do corpo
Do literal ao litoral (Lawrence, Thoreau, Lacan)
  Jonathan Pollock - Universidade de Perpignan
Walt Whitman contra Antonin Artaud?
  Jacques Darras - Universidade de Picardie.
Complicado como um Tintoretto : Ana Cristina Cesar, o corpo e suas traduções
  Michel Riaudel - Universidade de Poitiers, CRLA-Archivos.

IV. Quando a Letra se faz Carne
Corpo tradutor, corpo traduzido em Emily Dickinson
  Michael A. Soubbotnik - Universidade Paris-Est, EA 4120 LISAA (Littératures, Savoirs et Arts)
A ingenuidade de um perverso. Linguagem, infância e erotismo em Nabokov
  Eliane Robert Moraes - Universidade de São Paulo.
A tradução brasileira dos Escritos de Jacques Lacan: de uma libra de carne
  Inês Oseki-Dépré -Universidade de Provence. Tradutora de: Jacques Lacan, Escritos, São Paulo, Editora Perspectiva, 1978.